Movimentos Gravitacionais de Massa

Genericamente os movimentos gravitacionais podem ser enquadrados nas seguintes categorias:

a) Rastejo

É um movimento extremamente lento de poucos centímetros ao ano. Basicamente se dá pela movimentação como um todo, do manto de alteração de uma encosta; deslocando e abrindo fendas nas partes inferiores (solo residual e rocha). Este movimento afeta grandes áreas e não apresenta uma superfície de ruptura muito bem definida. Com o aumento da velocidade pode se transformar em um escorregamento.

A existência de rastejo numa área pode ser notada pela inclinação de árvores, cercas ou postes. Normalmente, este é um dos movimentos mais lento que existe mas, com o aumento da saturação de água no solo, ele pode assumir uma maior velocidade, tornando-se um perigo para as construções que existem nesta vertente ou neste vale.

 

b) Escorregamento

Contrariamente ao rastejo o escorregamento afeta parcialmente o manto de alteração de uma encosta, possui limites (superfície de ruptura) bem definidos tanto em profundidade como lateralmente e são rápidos. Ocorrem em frações de segundos a minutos. O escorregamento tem sido o tipo de movimento de massa mais comum na região e pela intensidade e velocidade com que ocorre tem causado muitas mortes e perdas materiais.

c) Quedas de Blocos

São movimentos extremamente rápidos onde há o desprendimento de lascas e pedaços de rochas aflorantes em encostas.

 

 

d) Corridas de Massa

Caracteriza-se pela afluência de grande quantidade de material para a drenagem. A parte argilosa deste material se mistura com a água formando um líquido viscoso (lama), com alta plasticidade que flui para as partes baixas. Pela sua velocidade e densidade elevadas possuí alto poder destrutivo e extenso raio de ação. Normalmente a fonte do material que aflui para a drenagem são escorregamentos que ocorrem a montante. Estão associados a índices pluviométricos elevados. São movimentos que se assemelham a avalanches.

No verão de 1996, em Jacarepaguá, ocorreu uma típica corrida de massa (avalanche) que provocou grande destruição. Foi ocasionada por uma intensa precipitação pluviométrica, concentrada num curto espaço de tempo. Este fato teve grande repercussão na imprensa nacional por ter atingido uma zona urbana da cidade do Rio de Janeiro notadamente de classe média alta.